Conheça o Vitrinismo

by primeiro design

 

O termo Vitrinismo é usado quando acontece o tratamento e a montagens de vitrines, querendo assim exibir da melhor maneira possível os produtos de forma que o cliente que observa tem uma visualização melhor de como o produto é ou de como ele viria a funcionar.
Uma vitrine bem planejada não so deixa o estabelecimento mais apresentável, ela também pode ser o principal motivo de compra do cliente, ja que através da vitrine, o desejo de possuir o produto que está ali em destaque dos outros so tende a crescer.

O vitrinismo já é uma área muito procurada por aqueles que se interessam por moda e design, já existindo vários cursos e especializações nesta área. A vitrine liga a loja ao possível consumidor, se bem calculada e organizada,  o índice de aumento de vendas tende a crescer, porem, se o trabalho é mal feito, tende a cair já que uma vitrine mal arrumada afasta a todos. A vitrine é o cartão de visita do estabelecimento e por isso deve ser muito bem elaborada.

Veja abaixo alguns exemplos de vitrines:

 

 

Republished by Blog Post Promoter

O processo criativo – deixe a mente solta para produzir

by primeiro design

iStock_000021431921XSmall_610_300_s_c1_center_center

O potencial criativo é inerente ao ser humano, é produto de sua inteligência. A inteligência por sua vez é a faculdade de conhecer, aprender e compreender o mundo que nos rodeia. O conhecimento e a compreensão advêm da informação e da observação. (LUPETTI, 2003, p. 68)

Walt Disney disse, certa vez, que criatividade é como ginástica: quanto mais se exercita, mais forte fica.

Um determinado estímulo produz uma ideia. Um outro, ou uma combinação de estímulos pode produzir outras ideias, e assim sucessivamente. É o processo de associação de ideias. O processo criativo busca estabelecer, essencialmente, essa associação de duas ou mais impressões antigas para produzir uma ideia nova. (SANT’ANNA, 1998, p. 150) Todos nós somos criativos (mesmo aqueles que não acham isso) e essa afirmação é facilmente comprovada: se pararmos por um instante e buscarmos, em nossa memória, a história de nossas vidas,
encontraremos uma conversa com amigos, ou em um almoço de família ou um outro ambiente qualquer, uma frase ou uma ação inspirada que nos ajudou a resolver um problema.
Podemos entender de uma maneira simples que a criatividade é encontrar novos caminhos que liguem elementos já conhecidos e, quanto mais elementos conhecermos, menor é o caminho que os interliga. Exemplo: quanto mais informações se absorvem sobre um determinado produto, ou serviço, mais fácil se torna o processo criativo, uma vez que identificando esses elementos que os compõem (cor, embalagem, pontos positivos, valor da marca etc.) mais fácil fica de acharmos algo que mereça destaque para ser divulgado por meio de uma imagem ou slogan.

De uma maneira genérica, podemos sintetizar o processo criativo da seguinte maneira: o desejo pode ser a identificação de um problema e a vontade de resolvê-lo. A preparação é justamente o fator que alimenta a criatividade, já que se trata da fase na qual se dedica um período para estudar o problema e seu ambiente, adquirir mais informações sobre o tema.

A criação é a capacidade de reinventar algo, ou explorar uma realidade conhecida por um ângulo novo e, claro, expressar a descoberta por meio de um código de comunicação. Ainda no subconsciente e com a mente trabalhando a mil por hora, surge a primeira solução
para o tema (Eureka! É isso! Como não havia pensado nisso antes…), ou seja, estamos na fase da iluminação, onde conseguimos traçar o caminho interligando os dados que foram adquiridos e, com isso, a solução dos nossos problemas. Porém, vale ressaltar que essa solução está no plano subconsciente e é necessário anotarmos todas as ideias que estão surgindo ou não conseguiremos lembrar depois (é aquela situação de que a resposta está na “ponta da língua”, mas não conseguimos lembrá-la).

Se você se interessou pelo assunto, leia mais no livro Publicidade e Propaganda de Márcio Carbaca Gonçalez

Republished by Blog Post Promoter

Belas artes all-type para se inspirar

by primeiro design

banner06

 

É sempre muito bacana quando a gente tem vários tipos de exemplos de bons trabalhos, isso também vale para peças feitas tendo como base tipografias, são elas chamadas all-type.

Uma peça all-type utiliza apenas da parte textual, preenchendo todo o campo visual utilizando palavras e efeitos nessas palavras, esses efeitos podem ser sutis como mudanças de cor e tamanho ou mais elaborados como mudar toda a estrutura do tipo e adicionar texturas e formas complexas. Embora pareça ser algo simples, a criação de um anuncio dessa forma pede um esforço muito grande por parte do redator, já que a importância está totalmente no texto e vai caber ao diretor de arte ou designer ou arte finalista, formatar a ideia de forma que não perca o sentido total do texto.

veja alguns destes  excelentes exemplos de peças para se inspirar:

Republished by Blog Post Promoter

Infográficos Criativos

by primeiro design

infografia ou infográficos  são gráficos com algumas informações. Em revistas os infográficos são caracterizados pela junção de textos breves com ilustrações explicativas para o leitor entender o conteúdo. Esses gráficos são usados onde a informação precisa ser explicada de forma mais dinâmica, como em mapas, jornalismo e manuais técnicos, educativos ou científicos. É um recurso muitas vezes complexo, podendo se utilizar da combinação de fotografia, desenho e texto. Eles facilitam a compreensão de matérias em que apenas texto dificultaria o entendimento.

No design de jornais, por exemplo, o infográfico costuma ser usado para descrever como aconteceu determinado fato, quais suas conseqüências. Além de explicar, por meio de ilustrações,diagramas e textos, fatos que o texto ou a foto não conseguem detalhar com a mesma eficiência.

Também são úteis para cientistas como ferramentas de comunicação visual, sendo aplicados em todos os aspectos da visualização científica.

A criatividade é principal ferramenta na hora de se montar um bom infográfico, veja alguns excelentes exemplos abaixo:

 

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #2

by primeiro design

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #3

by primeiro design

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #5

by primeiro design

0000000034

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

Republished by Blog Post Promoter

A arte de Nico DI Mattia

by primeiro design

Nico Di Mattia nasceu em Córdoba, Argentina.
Desde que ele era uma criança, ele foi atraído para as artes, histórias em quadrinhos, animação e narração.
Em 1998, com a idade de 15 anos, ele publicou de forma independente seu primeiro livro de banda desenhada.

Por causa de sua paixão por desenhos e cores, ele melhorou suas habilidades e procurou seu próprio estilo. Em 2001, ele entrou para o Cinema e TV Escola na Universidade Nacional de Córdoba.Enquanto estudava lá, ele atuou como roteirista, diretor e postproducer para vários curtas-metragens, a maioria dos quais enfatizaram suas habilidades com a experimentação estética.

Foi durante o seu primeiro ano na Universidade Nacional de Córdoba que Nico fez sua primeira “speedpainting”. Era uma pintura do cartaz de ” Planeta dos Macacos “, criado na parede de seu quarto com acrílicos. Este processo, que ele gravou em VHS, foi acelerada e musicalized, resultando em um desempenho que ele chamou de ” Arte de fusão “.
Em 2002, ele fez seu primeiro curta-metragem de animação, e foi selecionado para fazer parte do Festival Internacional de Animação “Anima 03 “.
Em 2005, ele se formou como Produtor Técnico em Audiovisual e dirigiu o filme de fantasia curta “La liga de los Imperfectos”, que participou e foi premiado em vários festivais nacionais e internacionais de Cinema.

Em 2006, ele foi a chave co-animador em uma série de desenhos animados e comerciais de TV, feita por uma empresa de audiovisual da sua cidade.
Ele também dirigiu dois novos curtas-metragens de animação, entre 2007 e 2008, que estão participando de diversos festivais de cinema nacionais e internacionais.

Em 2007, Nico recebeu a atenção mundial com suas performances de “pinturas digitais de velocidade” postou em seu canal do YouTube , que tem milhares de assinantes e mais de 55 milhões de visualizações.

Atualmente, ele dirige e edita sua própria revista em quadrinhos e ‘ilustradores revista e trabalha como ilustrador freelancer e caricaturista para diferentes negócios, empresas e particulares de todo mundo.

Veja alguns dos trabalhos deste grande artista:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Site de Nico: http://nicodimattia.com

Facebook: https://www.facebook.com/NICODIMATTIA.illustration

Twitter: http://twitter.com/nicodimattia

Republished by Blog Post Promoter

Fotografia | Processos Fotográficos

by primeiro design

0000000034

A fotografia não é a obra final de um único criador, ao longo da história, diversas pessoas foram agregando conceitos e processos que deram origem à fotografia como a conhecemos. O mais antigo destes conceitos foi o da câmara escura, descrita pelo napolitano Giovanni Baptista Della Porta, já em 1558, e conhecida porLeonardo da Vinci que a usava, como outros artistas no século XVI para esboçar pinturas.

O cientista italiano Angelo Sala, em 1604, percebeu que um composto de prata escurecia ao Sol, supondo que esse efeito fosse produzido pelo calor. Foi então que, Johann Heinrich Schulze fazendo experiências com ácido nítrico, prata e gesso em 1724, determinou que era a prata halógena, convertida em prata metálica, e não o calor, que provocava o escurecimento.

A primeira fotografia reconhecida é uma imagem produzida em 1826 pelo francês Joseph Nicéphore Niépce, numa placa de estanho coberta com um derivado depetróleo fotossensível chamado Betume da Judeia. A imagem foi produzida com uma câmera, sendo exigidas cerca de oito horas de exposição à luz solar. Nièpce chamou o processo de “heliografia”, gravura com a luz do Sol. Paralelamente, outro francês, Daguerre, produzia com uma câmera escura efeitos visuais em um espetáculo denominado “Diorama”. Daguerre e Niépce trocaram correspondência durante alguns anos, vindo finalmente a firmarem sociedade.

Os processos fotográficos são:

Fotografia em preto e branco

A fotografia nasceu em preto e branco, mais precisamente como o preto sobre o branco, no início do século XIX.14 Desde as primeiras formas de fotografia que se popularizaram, como o daguerreótipo – aproximadamente na década de 1823 – até aosfilmes preto e branco atuais, houve muita evolução técnica e diminuição dos custos. Os filmes atuais têm uma grande gama de tonalidade, superior até mesmo aos coloridos, resultando em fotos muito ricas em detalhes. Por isso, as fotos feitas com filmes PB são superiores as fotos coloridas convertidas em PB.

Fotografia colorida

A fotografia colorida foi explorada durante o século XIX e os experimentos iniciais em cores não puderam fixar a fotografia, nem prevenir a cor de enfraquecimento. Durante a metade daquele século as emulsões disponíveis ainda não eram totalmente capazes de serem sensibilizadas pela cor verde ou pela vermelha – a total sensibilidade a cor vermelha só foi obtida com êxito total no começo do século XX. A primeira fotografia colorida permanente foi tirada em 1861 pelo físico James Clerk Maxwell. O primeiro filme colorido, o Autocromo, somente chegou ao mercado no ano de 1907 e era baseado em pontos tingidos de extrato de batata.

O primeiro filme colorido moderno, o Kodachrome, foi introduzido em 1935 baseado em três emulsões coloridas. A maioria dos filmes coloridos modernos, exceto o Kodachrome, são baseados na tecnologia desenvolvida pela Agfa-color em 1936. O filme colorido instantâneo foi introduzido pela Polaroid em 1963.

A fotografia colorida pode formar imagens como uma transparência positiva, planejada para uso em projetor de slides(diapositivos) ou em negativos coloridos, planejado para uso de ampliações coloridas positivas em papel de revestimento especial. O último é atualmente a forma mais comum de filme fotográfico colorido (não digital), devido à introdução do equipamento de foto impressão automático.

Fotografia digital

Fotografia digital é uma imagem digital obtida por meio de uma câmera digital. Sendo um arquivo digital, pode, utilizando um computador, ser editada, impressa, enviada por e-mail ou armazenada em qualquer dispositivo de armazenamento digital.

A fotografia tradicional era um fardo considerável para os fotógrafos que trabalhavam em localidades distantes – como correspondentes de órgãos de imprensa – sem acesso às instalações de produção. Com o aumento da competição com a televisão, houve um aumento na urgência para se transferir imagens aos jornais mais rapidamente.

Fotógrafos em localidades remotas carregariam um mini laboratório fotográfico com eles, e alguns meios de transmitir suas imagens pela linha telefônica. Em 1990, a Kodak lançou o DCS 100, a primeira câmera digital comercialmente disponível. Seu custo impediu o uso em fotojornalismo e em aplicações profissionais, mas a fotografia digital surgiu neste momento.

Em 10 anos, as câmeras digitais se tornaram produtos de consumo, e estão, de modo irreversível, substituindo gradualmente suas equivalentes tradicionais em muitas aplicações, pois o preço dos componentes eletrônicos cai e a qualidade da imagem melhora.

A Kodak anunciou em janeiro de 2004 o fim da produção da câmeras reutilizáveis de 35 milímetros após o término daquele ano. Entretanto, a fotografia “líquida” irá perdurar, pois os amadores dedicados e artistas qualificados preservam o uso de materiais e técnicas tradicionais.

Fotografia panorâmica

A fotografia panorâmica, assim como a palavra panorama, refere-se a uma vista inteira de uma área circunvizinha. As fotografias panorâmicas tentam capturar tal vista.

A máquina fotográfica 360° é uma câmera fotográfica capaz de fazer uma única fotografia panorâmica completa (abrangendo toda a volta) a partir de um determinado ponto.

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #4

by primeiro design

0000000034

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Páginas:12345»