Comerciais com Cães

by primeiro design

0000000034
A liberdade criativa que existe quando se cria um comercial é o que faz com que os criativos coloquem os amigos caninos em situações das mais diversas para vender o produto em questão, independente do produto a ser vendido, eles sempre acabam chamando a atenção por sua ” interpretação “.

Confira abaixo uma lista desses comerciais bons pra cachorro:

 

 

 

 

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Os melhores comerciais do Super Bowl 2015

by primeiro design

0000000034

O super bowl é um evento dos mais esperados quando se trata de propaganda nos EUA, não so pelo grande evento do jogo, mas também pela oportunidade de veicular comerciais dos mais variados e sempre com uma criatividade que sempre impressiona.

Agora que os Patriots já levaram o troféu para casa e todas as propagandas já foram reveladas, está na hora de trazer os melhores comerciais que foram exibidos durante Super Bowl 2015. Como de costume, empresas gigantescas fizeram a sua aparição em um dos espaços publicitários mais caros do mundo. Entre elas estão: McDonald’s, Universal, BMW, Microsoft, Toyota, Dodge, Nissan, Fiat, Budweiser, Walt Disney, Kia Motors, Jeep, Paramount, Discover, Lexus, T-Mobile, Pepsei e muitas outras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Comerciais Criativos Sobre Futebol

by primeiro design

000000003

A criatividade está em toda a parte, cada vez mais podemos ver a criatividade que é imposta nos comerciais de futebol que nos mostram muito mais do que o jogo em si, vejam alguns exemplos abaixo:

 

 

 

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Comerciais de Esmalte

by primeiro design

00000000346

Eles fazem a cabeça das mulheres e os dedos também, os esmaltes hoje em dia se vendem de forma que não so a cor é motivo para compra do produto, quem já usou, por que usou e o qual famosa é a marca, também são fatores que o publico feminino leva em consideração na hora de decorar as unhas.

Veja abaixo alguns exemplos de comerciais deste produto.

 

 

 

 

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Comerciais de Perfume

by primeiro design

perfume

Um comercial tem que passar  as qualidades do produto, gerar vontade nos espectadores e principalmente a futura ação da compra. Para um comercial de perfume a coisa fica mais complicada, porque de uma forma visual, o comercial deve passar o conceito e a ideia de como seria a fragrância, para qual momento deve ser usada, seus níveis (se é um perfume mais forte ou mais delicado) e etc.

Veja abaixo alguns bons comerciais de perfumes:

 

 

 

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Comercial marca Peru: Campanha de Lançamento Internacional 2012

by primeiro design

Comercial super criativo que mostra um homem do futuro que esqueceu de seus princípios e suas vivencias do passado e recebe um recado dele mesmo, de 20 anos atrás. vale dar uma olhada.

 

Republished by Blog Post Promoter

A publicidade infantil no Brasil e suas implicações ético-legais

by primeiro design

00000000344

TV e criança

A televisão incentiva fortemente o consumo das crianças. Ao utilizar conscientemente estratégias de comunicação que estimulam o desejo de compra desse público, a indústria infantil fatura cerca de US$ 15 bilhões por ano (BARBOZA apud LINN, 2006, p. 21), e a influência infantil nas compras se aproxima de US$ 600 bilhões (PACKAGED, 1999 apud LINN, 2006, p. 21).

Com tamanhos lucros, anunciantes de produtos para crianças se entusiasmam com as possibilidades. Por isso, quando se sabe que o público infantil assiste em média 40 mil comerciais anualmente na televisão, não deveria causar surpresa (ROBERTS apud LINN, 2006, p. 25). O Projeto Criança e Consumo confirmou a existência do interesse empresarial através de uma pesquisa realizada em 1º de outubro deste ano. Ao monitorar 10 (dez) horas de programação em 7 (sete) canais, contabilizou-se mil e cem (1.100) inserções comerciais destinadas à criança (PROJETO CRIANÇA E CONSUMO, 2010).

É inegável a importância que a televisão tem na vida da criança, porém outros meios já participam de seu cotidiano. A Internet, por exemplo, também é muito utilizada por essa faixa etária, principalmente páginas de jogos. De fato, ao usar a web, 83,9% do público infantil prefere acessar páginas de games (MULTIFOCUS, 2006). A maior parte dos anunciantes deste target percebe na tecnologia um grande campo para divulgar produtos. Eles consideram o contato direto (ou seja, a propaganda interagir com o público desejado sem interferências) como a melhor forma de impactá-lo – e é exatamente o que ocorre no meio virtual. Como se percebe, este público não é o mesmo de vinte anos atrás, quando ainda não havia tantos avanços tecnológicos, muito menos ausência dos pais por motivo de trabalho.

Existe hoje uma nova dinâmica familiar. Essa afirmativa tende a ser ainda mais verdadeira à medida que o menor fica mais tempo em casa sozinho, ganhando responsabilidade nas decisões do lar.

Este público também tem muito mais facilidade para aprender novas tecnologias, sendo quem ensina a seus responsáveis a mexer em computador, celular, como mandar torpedos, etc. (SYNOVATE, 2006). A criança de hoje faz parte de uma geração que nasceu navegando na Internet, falando ao celular e vendo TV por assinatura. Sem dúvida, ela é muito mais “multimídia” e gosta disso. Vale ressaltar que muitos pais usam a tecnologia para substituir sua ausência dentro de casa. Para estas crianças, a principal babá e educadora é a televisão. De acordo com a psicopedagoga Sônia Gaban, “enquanto os pais trabalham, os filhos passam horas na frente da televisão e, assim, a TV assume o papel de mostrar o que se deve ou não desejar”. (CARVALHO, 2009, p. 91).

Em pesquisa desenvolvida pelo Instituto ALANA, uma organização sem fins lucrativos criada em 1994, comprova-se que as crianças brasileiras preferem como atividades de entretenimento, “em primeiro lugar, a TV, os vídeos e os DVDs. Em seguida estão a música, o desenho e as atividade físicas, de lazer e esportivas” (FRAGOSO, 2009, p. 50).

Os efeitos que a televisão exerce sobre o público infantil preocupam diversos especialistas. Para Momberger (2002, p. 30), o problema consiste no “papel penetrante que a mídia desempenha na vida das crianças”. Por exemplo, atualmente, existem programas destinados até mesmo a bebês, que prometem auxiliar em seu desenvolvimento. Além disso, há uma grande preocupação em como o teor das mensagens comerciais afetam o comportamento do público, que é persuadido a consumir os produtos anunciados.

Republished by Blog Post Promoter