Saiba Mais Sobre Design de Embalagens

by primeiro design

0000000034

O design de embalagens, é uma vertente do design de produto e do design gráfico. No maioria das vezes o designer de produto é responsável pela forma da própria embalagem, considerando problemas de ergonomia e estética tridimensional. Enquanto o designer gráfico trata do rótulo da embalagem, onde o produto é apresentado graficamente.

A embalagem comercial não é apenas um meio de armazenamento e transporte de um produto, mas é um objeto que possibilita aos consumidores uma relação afetiva individual com o produto.

A embalagem é a identidade da empresa a qual ela representa e em muitos casos é o único meio de comunicação do produto. O bom design de embalagem pode garantir uma boa comunicação com o consumidor, informando sobre o produto e expondo seu caráter. De acordo com a pesquisa setorial ABRE, para muitos consumidores a embalagem é o objeto que identifica simbolicamente o produto. Uma pesquisa do Comitê de Estudos Estratégicos da ABRE mostrou que o consumidor não dissocia a embalagem do seu conteúdo, considerando os dois como constituintes de uma mesma entidade indivisível. Sendo assim a embalagem é ao mesmo tempo expressão e atributo do conteúdo. Exemplos disto são o frasco de perfume, o extintor de incêndio, a caixa de lenços de papel, a caixa de fósforos, dentre outros, como a garrafa da Coca-Cola, a lata do Leite Moça e o frasco do perfume Chanel nº 5, que têm suas formas patenteadas.

Hoje o design das embalagens é considerado uma poderosa ferramenta de marketing e as escolas de nível superior ensinam sua metodologia para alunos tanto da disciplina do design quanto do marketing. O Núcleo de Estudos da Embalagem da ESPM trabalha o design da embalagem como uma especialização do design que tem como objetivo tornar os produtos mais competitivos no ponto-de-venda posicionando-os de forma estratégica na competição de mercado.

Esta nova abordagem utiliza a embalagem como ferramenta de marketing, veículo de comunicação e elo de integração com a internet. muito certo As embalagens foram criadas e desenvolvidas para satisfazer as exigências pragmáticas do capitalismo industrial e, por esse motivo, envolvem os mais variados aspectos tecnológicos. Seu processo de desenvolvimento apresenta similaridades ao processo do desenvolvimento de projetos de produtos (DPP), e o design (de produto e gráfico) “absorveu” essa responsabilidade.

O design de embalagens é, atualmente, um setor amplamente evoluído, cuja formação profissional exige disciplinas, conteúdos e experiências didáticas particulares, visando formar designers com sensibilidade e qualidades profissionais inerentes. Os estudos teóricos sobre o design de embalagem ainda são poucos, comparado à amplitude de abrangência desta área tecnológica. Particularmente no Brasil, em 1976, o então Ministério da Indústria e Comércio, publica o “Manual para Planejamento de Embalagens”, a qual possivelmente se destaca como uma das primeiras referências de apoio ao seu desenvolvimento.

Republished by Blog Post Promoter

A incrível arte de Jason Seiler

by primeiro design

Jason Seiler começou sua carreira profissional de uma forma pouco ortodoxa. Depois de ficar em apuros para desenhar paródias de seu professor de história na escola, princípio-raciocínio rápido de Jason contratou para desenhar caricaturas de diferentes membros do corpo docente. Um artista profissional nasceu. Jason passou a estudar ilustração arte na Academia Americana de Arte de Chicago, durante dois anos, antes de iniciar seu trabalho profissional a sério. Ilustrações e pinturas de Jason são vistas em grandes revistas e jornais como  Rolling Stone, Billboard, The Utne Reader, TIME, The New Yorker, Der Spiegel, Business Week, The New York Times, The Wall Street Journal, The Weekly Standard, a revista MAD , Golf Digest, AD SEMANA, revista KING, Revolver, guitarrista, The Village Voice, Penguin Group, Disney, The New York Observer, New Line Cinema, Universal Pictures, Aardman Animation e Sony Imagem, entre outros. Jason também trabalhou como designer de personagens em Alice no país das maravilhas de Tim Burton, ajudando a criar personagens como a Rainha Vermelha, o Tweedles, o Bandersnatch e muito mais.

Jason já publicou dois livros de sua arte: a arte da caricatura Jason Seiler eo livro de mesa de café, SEILER 2008-2009, com muitos de seus retratos humorísticos e ilustrações. Jason também produziu um DVD instrucional intitulado Desenhando com Jason Seiler.
trabalho de Jason foi exibido várias vezes na Society of Illustrators de Nova York, bem como na Society of Illustrators Oeste, onde Jason foi premiado com a medalha de prata por seu retrato de Elvis Costello. Seu trabalho também foi exibido em Comunicação Arts Magazine, American Illustration 29 anual, Ilustração da Taschen Now! 3, eo ​​livro, Digital Masters (2010).

Veja agora um pouco do trabalho de Jason

Veja mais de Jason em : http://jasonseiler.com/

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #2

by primeiro design

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #4

by primeiro design

0000000034

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Marketing – A determinação do preço

by primeiro design

Entender o seu mercado e seu público-alvo  não significa simplesmente
saber que os clientes têm desejos ou necessidades que devem ser satisfeitas. Muitos fatores influenciam
no processo e nos resultados. Nesse sentido, o preço praticado é determinante para aquisição ou rejeição
do produto por parte do consumidor. Note que não se trata de praticar preços baixos nem elevados, mas
o preço adequado.

Kotler (2007, pag. 258), define preço em dois sentidos. “Num sentido mais estrito, preço é o volume de
dinheiro cobrado por um produto. De maneira mais ampla, preço é a soma dos valores que os consumidores
trocam pelo beneficio de possuírem ou usarem um produto ou serviço”. É a troca de quantidade monetária
por produtos. O preço faz parte do mix de marketing e sua fórmula clássica e simplista se resume a
equação custo+lucro=preço.
Há várias denominações para o preço. O aluguel é o preço para locação de imóvel, automóvel, máquinas,
etc, diária e o preço cobrado por hospedagem em hotel ou por serviço de um dia, mensalidade é o preço
da escola, do clube e outros, tarifa é o preço dos serviços públicos, bancários e táxi, juros é o preço do
dinheiro, salário é o preço do trabalho prestado, entre outros.

Para o marketing, a fórmula clássica deve compreender outras variáveis que influenciam na determinação
do preço. Com base nisto, é possível entender que o preço final do produto corresponde ao resultado das
estratégias adotadas nos outros elementos do mix de marketing, produto, praça e promoção, em conjunto
com a estratégia de preço. Conforme Kotler e Armstrong (2007, pag. 256) “Encontrar a estratégia certa de
determinação de preços e implementá-la bem pode ser fundamental para o sucesso de uma empresa – e
até mesmo para sua sobrevivência.”
Os clientes estão cada vez exigentes, procuram produtos com alto padrão de qualidade, resultado de
tecnologias modernas e querem ser atendidos de forma personalizada pelo marketing. Mais uma vez o
Sistema de Informação de Marketing – SIM com dados, inteligência e pesquisas de marketing, estudada
na unidade 5, faz-se necessário, para entender, além das necessidades e desejos do consumidor, a sua
percepção de valor em relação ao produto, pois isso possibilita saber quanto o cliente está disposto a
pagar pelo produto e se este valor suprirá as necessidades da organização.

O poder de compra em uma economia depende da renda, dos preços, da poupança, do endividamento e
da disponibilidade de crédito. O marketing deve estar atento às principais tendências, como a economia,
a renda e os padrões de consumo.

Republished by Blog Post Promoter

A importância de ter um portfólio online.

by primeiro design

Há algum tempo atrás montar um portfólio era uma tarefa que tomava uma grande quantidade de tempo e gerava incontáveis preocupações a quem estava montando, preocupações que iam a escolher o tamanho da impressão (sim estamos falando de portfólios impressos.) até mesmo a escolha da pasta, seria de plástico? De couro? Afinal, uma boa apresentação pode ajudar a encher os olhos de um possível cliente, todos esses pequenos detalhes contribuíam com a dificuldade de se ter um portfólio apresentável e principalmente o custo na montagem de um, felizmente, com a tecnologia ao alcance de todos agora, temos mais opções de divulgação de portfólio, a mais usada é a montagem de um site especifico para divulgar seu trabalho, algo que praticamente todo cliente exige ver antes de até mesmo pensar em contratar seu trabalho, afinal, é através dele que os clientes podem conhecer seu estilo de trabalho, seus pontos fortes, com quem já trabalhou, suas referências e etc. sendo assim, tal como a pasta de couro antigamente, o layout e a apresentação de um site portfólio é igualmente importante e também pode te ajudar a ganhar alguns pontos na hora da apresentação. Hoje em dia, há diversas opções para criar um site grátis para seu portfólio. 

 

O que todo portfólio online deve ter

– uma página inicial impactante –

Hoje em dia ninguém tem tempo, tempo é algo muito precioso, na internet então, com todas as possibilidades de pesquisa, distrações, banners por todo lado, tudo o que contribui para um possível cliente não dar atenção para seu site e abandoná-lo. Por isso, uma página inicial impactante é o que você precisa para manter quem visita seu site com vontade de continuar nele, mostre sua marca, de inicio já mostre seus melhores trabalhos, imagens grandes, faça com que sintam vontade de clicar e saber mais, um site portfólio com muito texto na página inicial tende a ser menos efetivo que um site com foco em imagens, lembre-se disso.

– formulário de contato –

Seu site está recebendo visitas e as pessoas estão gostando do que estão vendo, não demora muito e a vontade de pedir um orçamento e consultar você para uma possível contratação acontece, e como entram em contato com você? Através do seu formulário de contrato claro, seu site precisa ter um, da um toque profissional e organizado a comunicação e principalmente, por ele você já vai ter uma noção da necessidade do cliente. Um bom formulário deve ter os campos: nome (ou empresa), telefone, e-mail, assunto e mensagem.

– apenas os melhores –

Vamos falar a verdade, nem todos os trabalhos que fazemos são os que mais gostamos ou os melhores, esses são os que devem ficar de fora do seu site, afinal, não adianta ter 50 trabalhos em seu portfólio se 30 deles não foram os melhores resultados, manter trabalhos que não representam o seu melhor em seu portfólio pode ser um problema, pois a chance de um visitante abrir seu site e olhar diretamente para esse tal trabalho é bem grande, portanto, se você tem 50 trabalhos, coloque apenas os que forem os melhores, se de 50 trabalhos seus melhores forem 10, esse é o seu numero.

– organização –

Muito provavelmente seu trabalho tem variações, clientes com necessidades diferentes, trabalhos com diferentes temáticas, ilustrações, identidade visual, trabalhos pessoais e etc. O melhor a fazer quando você tem variedade em seu portfólio é categorizar de forma que, ao visitar seu site, o visitante possa ir direto para a categoria do seu trabalho que mais atenderia a necessidade dele, sendo assim, um portfólio organizado pode ajudar você a ganhar um cliente.

Como ter um portfólio online

Ter um portfólio online pode parecer fácil de ser feito se você for um web designer, um programador ou conhecer alguém com essas habilidades, mas se você não tem a menor ideia de como colocar seu trabalho na internet, essa é a parte que você vai mais gostar. Um site simples pode ser bem caro, tem o custo da hospedagem, custo do registro do domínio, e claro, o custo da implementação do site, felizmente existe um site que pode ajudar você a ter seu portfólio online e, melhor ainda, gratuitamente, trata-se do wix, um site que possibilita a qualquer um a criar sites gratuitos, utiliza um editor arrasta e solta para facilitar a vida dos que não sabem programar e, falando em facilidade, ele ainda possui vários templates semiprontos para que você tem ainda menos trabalho em montar seu portfólio, lindas galerias, otimização para dispositivos móveis, domínios, acervo de imagens, hospedagem segura, SEO, suporte 24/7 e muito mais, tudo disponível em um único lugar para você. Wix.com é uma plataforma líder de desenvolvimento web baseada em nuvem que mais de 100 milhões de pessoas em 180 países escolheram.

Vantagens de fazer seu site no wix.com

 ♦ Sites otimizados
 ♦ Sem necessidade de programação
 ♦ Templates semiprontos
 ♦ Plataforma gratuita
 ♦ Criação de sites responsivos para dispositivos móveis
 ♦ Fácil adaptação e edição
 ♦ Suporte
 ♦ SEO

E muitas outras vantagens, recomendamos que você visite o site wix.com para saber mais sobre como publicar seu portfólio online. Veja abaixo alguns exemplos de template que você pode encontrar no Wix.

Republished by Blog Post Promoter

A arte de Nico DI Mattia

by primeiro design

Nico Di Mattia nasceu em Córdoba, Argentina.
Desde que ele era uma criança, ele foi atraído para as artes, histórias em quadrinhos, animação e narração.
Em 1998, com a idade de 15 anos, ele publicou de forma independente seu primeiro livro de banda desenhada.

Por causa de sua paixão por desenhos e cores, ele melhorou suas habilidades e procurou seu próprio estilo. Em 2001, ele entrou para o Cinema e TV Escola na Universidade Nacional de Córdoba.Enquanto estudava lá, ele atuou como roteirista, diretor e postproducer para vários curtas-metragens, a maioria dos quais enfatizaram suas habilidades com a experimentação estética.

Foi durante o seu primeiro ano na Universidade Nacional de Córdoba que Nico fez sua primeira “speedpainting”. Era uma pintura do cartaz de ” Planeta dos Macacos “, criado na parede de seu quarto com acrílicos. Este processo, que ele gravou em VHS, foi acelerada e musicalized, resultando em um desempenho que ele chamou de ” Arte de fusão “.
Em 2002, ele fez seu primeiro curta-metragem de animação, e foi selecionado para fazer parte do Festival Internacional de Animação “Anima 03 “.
Em 2005, ele se formou como Produtor Técnico em Audiovisual e dirigiu o filme de fantasia curta “La liga de los Imperfectos”, que participou e foi premiado em vários festivais nacionais e internacionais de Cinema.

Em 2006, ele foi a chave co-animador em uma série de desenhos animados e comerciais de TV, feita por uma empresa de audiovisual da sua cidade.
Ele também dirigiu dois novos curtas-metragens de animação, entre 2007 e 2008, que estão participando de diversos festivais de cinema nacionais e internacionais.

Em 2007, Nico recebeu a atenção mundial com suas performances de “pinturas digitais de velocidade” postou em seu canal do YouTube , que tem milhares de assinantes e mais de 55 milhões de visualizações.

Atualmente, ele dirige e edita sua própria revista em quadrinhos e ‘ilustradores revista e trabalha como ilustrador freelancer e caricaturista para diferentes negócios, empresas e particulares de todo mundo.

Veja alguns dos trabalhos deste grande artista:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Site de Nico: http://nicodimattia.com

Facebook: https://www.facebook.com/NICODIMATTIA.illustration

Twitter: http://twitter.com/nicodimattia

Republished by Blog Post Promoter

Design de Videografismo

by primeiro design

O Design de Videografismo vem ser aquele que usa as ferramentas do design gráfico so que para projetos voltados principalmente  para tv  e cinema. São alguns desses projetos : criação de vinhetas, criação de efeitos diversos para vídeo desde títulos a efeitos especiais.

No Brasil está crescendo cada vez mais o mercado de edição e criação de vídeo de modo que o mercado se  encontra bem aberto e oferece uma enorme variedade de trabalhos para os designers que tem conhecimento nessa área.

O profissional que trabalha nessa área é chamado de Motion Designer, Designer de animação e outros, sendo o mais comum Motion Designer.
É muito importante para um Motion Designer saber aplicar as ferramentas do Design Gráfico em seus projetos, toda a parte de análise de briefing, criação, e amadurecimento de projeto segue basicamente os mesmos passos da criação estática, é quando essa parte está finalizada que vem a hora de se adicionar movimento.
Como é de costume nos dias de hoje, a tecnologia ajuda aos Designers a expor sua criatividade, é de costume também que tal tecnologia exige de um computador um certo gasto em relação a placas de vídeo, memoria e etc.
Os softwares mais utilizados para desenvolvimento de projetos desse tipo são o After Effects, o Final Cut, o Flash e o Adobe Premiere.
Para os jovens Designers que pretendem seguir nessa carreira existem muitas formações voltadas exclusivamente para esse tipo de mercado.

Republished by Blog Post Promoter

web Design | TRANSIÇÕES E ANIMAÇÕES

by primeiro design

000000003

Durante muito tempo o CSS só serviu para pintar quadradinhos e mais nada. Desde quando o pessoal do WaSP organizou todo o movimento dos Padrões Web fazendo com que todos os desenvolvedores, fabricantes de browsers e até mesmo o W3C acreditassem no poder dos padrões não houve grandes atualizações no CSS. Praticamente formatávamos font, background, cor, tamanhos e medidas de distância e posição.

O básico: propriedade transition
A propriedade transition é praticamente auto-explicativa. Sua sintaxe tão simples que talvez até dispense explicações mais elaboradas. Vamos começar com o código abaixo:

a {
color: white;
background: gray;
}
No código definimos que o link terá sua cor de texto igual a preta e seu background será cinza.

O resultado esperado é que ao passar o mouse no link a cor do texto seja modificada, mudando do branco para o preto e que a cor de background mude de cinza para vermelho. O código abaixo faz exatamente isso:

a {
color: white;
background: gray;
}
a:hover {
color: black;
background: red;
}

O problema é que a transição é muito brusca. O browser apenas modifica as características entre os dois blocos e pronto. Não há nenhuma transição suave entre os dois estados.
Podemos fazer a mudança de um estado para outro utilizando a propriedade transition. Suponha que ao passar o mouse, as mudanças acontecessem em um intervalo de meio segundo. Bastaria colocar a propriedade transition no a:hover e pronto. Ao passar o mouse, o browser modificaria as características do link com uma pequena transição de meio segundo. O código seria como se segue abaixo:

a:hover {
color: black;
background: red;
-webkit-transition: 0.5s;
}

Dessa forma a transição apenas acontece quando o hover é ativado. O problema é que ao tirar o mouse, o browser volta bruscamente para as características iniciais. Para modificar isso basta inserir também a propriedade transition no estado inicial.

a {
color: white;
background: gray;
-webkit-transition: 0.5s;
}
a:hover {
color: black;
background: red;
-webkit-transition: 0.5s;
}

O que a propriedade transition faz é comparar os valores das propriedades em comum entre os dois estados do link ou de qualquer outro elemento, assim ela modifica suavemente os valores quando há a ativação da função. Esta é uma técnica simples e que serve para manipularmos transições básicas como cor, tamanho, posição etc.
Agora suponha que em um bloco há uma determinada propriedade que no outro bloco não há, como no código abaixo:

a {
border:1px solid orange;
color: white;
background: gray;
-webkit-transition: 0.5s;
}
a:hover {
color: black;
background: red;
-webkit-transition: 0.5s;
}

Nesse caso o browser detecta que há uma propriedade no primeiro estado, mas não no segundo, por isso ele não faz a transição desta propriedade, apenas das propriedades em comuns.
Abaixo veja o código. copie em um arquivo HTML e veja o efeito:

<!DOCTYPE html>
<html lang=”pt-br”>
<head>
<meta charset=”utf-8”>
<title>CSS Transition</title>
<style type=”text/css” media=”screen”>
a {
color:white;
background:gray;
-webkit-transition: 0.5s linear;
}
a:hover {
color:black;
background:red;
-webkit-transition: 0.5s linear;
}
</style>
</head>
<body>
<a href=”#”>Link! Hello World!</a>
</body>
</html>

Republished by Blog Post Promoter

Páginas:1234»