Belas artes all-type para se inspirar

by primeiro design

banner06

 

É sempre muito bacana quando a gente tem vários tipos de exemplos de bons trabalhos, isso também vale para peças feitas tendo como base tipografias, são elas chamadas all-type.

Uma peça all-type utiliza apenas da parte textual, preenchendo todo o campo visual utilizando palavras e efeitos nessas palavras, esses efeitos podem ser sutis como mudanças de cor e tamanho ou mais elaborados como mudar toda a estrutura do tipo e adicionar texturas e formas complexas. Embora pareça ser algo simples, a criação de um anuncio dessa forma pede um esforço muito grande por parte do redator, já que a importância está totalmente no texto e vai caber ao diretor de arte ou designer ou arte finalista, formatar a ideia de forma que não perca o sentido total do texto.

veja alguns destes  excelentes exemplos de peças para se inspirar:

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #3

by primeiro design

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

Republished by Blog Post Promoter

Embalagens Criativas #2

by primeiro design

Para se inspirar, Nada melhor do que ver bons trabalhos. Abaixo, você alguns exemplos muito criativos e funcionais de embalagens.

 

Republished by Blog Post Promoter

A arte de Nico DI Mattia

by primeiro design

Nico Di Mattia nasceu em Córdoba, Argentina.
Desde que ele era uma criança, ele foi atraído para as artes, histórias em quadrinhos, animação e narração.
Em 1998, com a idade de 15 anos, ele publicou de forma independente seu primeiro livro de banda desenhada.

Por causa de sua paixão por desenhos e cores, ele melhorou suas habilidades e procurou seu próprio estilo. Em 2001, ele entrou para o Cinema e TV Escola na Universidade Nacional de Córdoba.Enquanto estudava lá, ele atuou como roteirista, diretor e postproducer para vários curtas-metragens, a maioria dos quais enfatizaram suas habilidades com a experimentação estética.

Foi durante o seu primeiro ano na Universidade Nacional de Córdoba que Nico fez sua primeira “speedpainting”. Era uma pintura do cartaz de ” Planeta dos Macacos “, criado na parede de seu quarto com acrílicos. Este processo, que ele gravou em VHS, foi acelerada e musicalized, resultando em um desempenho que ele chamou de ” Arte de fusão “.
Em 2002, ele fez seu primeiro curta-metragem de animação, e foi selecionado para fazer parte do Festival Internacional de Animação “Anima 03 “.
Em 2005, ele se formou como Produtor Técnico em Audiovisual e dirigiu o filme de fantasia curta “La liga de los Imperfectos”, que participou e foi premiado em vários festivais nacionais e internacionais de Cinema.

Em 2006, ele foi a chave co-animador em uma série de desenhos animados e comerciais de TV, feita por uma empresa de audiovisual da sua cidade.
Ele também dirigiu dois novos curtas-metragens de animação, entre 2007 e 2008, que estão participando de diversos festivais de cinema nacionais e internacionais.

Em 2007, Nico recebeu a atenção mundial com suas performances de “pinturas digitais de velocidade” postou em seu canal do YouTube , que tem milhares de assinantes e mais de 55 milhões de visualizações.

Atualmente, ele dirige e edita sua própria revista em quadrinhos e ‘ilustradores revista e trabalha como ilustrador freelancer e caricaturista para diferentes negócios, empresas e particulares de todo mundo.

Veja alguns dos trabalhos deste grande artista:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Site de Nico: http://nicodimattia.com

Facebook: https://www.facebook.com/NICODIMATTIA.illustration

Twitter: http://twitter.com/nicodimattia

Republished by Blog Post Promoter

PAINEL RGB QUE ALTERA O TEXTO CONFORME A LUZ

by primeiro design

ikea1

Um painel com uma única impressão, mas que muda a informação conforme a luz. Na verdade as informações já estão ali em cores diferentes, e ao alterar a cor da luz, a mensagem muda. O melhor é ver para entender melhor. Sensacional. A criação fica por conta da agência Thjnk e o estúdio I Made This para a IKEA.

visto no S/Casca

 

Republished by Blog Post Promoter

Design de Videografismo

by primeiro design

O Design de Videografismo vem ser aquele que usa as ferramentas do design gráfico so que para projetos voltados principalmente  para tv  e cinema. São alguns desses projetos : criação de vinhetas, criação de efeitos diversos para vídeo desde títulos a efeitos especiais.

No Brasil está crescendo cada vez mais o mercado de edição e criação de vídeo de modo que o mercado se  encontra bem aberto e oferece uma enorme variedade de trabalhos para os designers que tem conhecimento nessa área.

O profissional que trabalha nessa área é chamado de Motion Designer, Designer de animação e outros, sendo o mais comum Motion Designer.
É muito importante para um Motion Designer saber aplicar as ferramentas do Design Gráfico em seus projetos, toda a parte de análise de briefing, criação, e amadurecimento de projeto segue basicamente os mesmos passos da criação estática, é quando essa parte está finalizada que vem a hora de se adicionar movimento.
Como é de costume nos dias de hoje, a tecnologia ajuda aos Designers a expor sua criatividade, é de costume também que tal tecnologia exige de um computador um certo gasto em relação a placas de vídeo, memoria e etc.
Os softwares mais utilizados para desenvolvimento de projetos desse tipo são o After Effects, o Final Cut, o Flash e o Adobe Premiere.
Para os jovens Designers que pretendem seguir nessa carreira existem muitas formações voltadas exclusivamente para esse tipo de mercado.

Republished by Blog Post Promoter

GRID? PRA QUE SERVE ISSO?

by primeiro design

Sabemos que a arte da diagramação é, no geral, quase matemática. Não se diagrama uma página dispondo os elementos de forma aleatória. Em uma estante, as prateleiras ajudam a separar os livros, para que eles não pareçam amontoados e tenham um mínimo de harmonia visual. Do mesmo modo, se é preciso organizar as informações e as imagens em um determinado espaço é necessário ter parâmetros e referências para essa organização.

Na editoração eletrônica, ou diagramação, quando vamos organizar os elementos em uma ou várias páginas, utilizamos o grid, a “prateleira” do nosso trabalho. Ele é dividido em linhas e colunas que irão servir de referência para a utilização do espaço de forma a facilitar o trabalho de diagramação e possibilitar combinações e composições de elementos, deixando cada página organizada e mantendo a unidade visual do projeto gráfico.

Primeiro: O grid não é um monstro. Segundo: ele é seu amigo! Você sabia que definir um grid te ajuda a não cair nas garras da página em branco? Agora que vocês já foram apresentados é preciso te ensinar mais uma coisa. O grid não é seu chefe. Ele é seu assistente. Ele vai estar lá quando você tiver dúvidas sobre onde colocar uma imagem, sobre como distribuir os blocos de texto. Ele é flexível! Ele não diz: “olha, amigo diagramador, você só pode colocar imagens nesse espaço aqui, viu?”, ele apenas te sugere: “é melhor você não colar esse texto naquele, porque vai ficar ilegível. As pessoas precisam de áreas de descanso, porque os olhos entendem muita informação colada como se fosse um monte de lixo.”.

 

Ou seja, o grid vai te mostrar as milhares de possibilidades e combinações possíveis de composição de uma página sem que o seu livro, revista, folder ou outro produto pareça um Frankenstein. É como os filhos de uma mesma família: Você reconhece que eles são irmãos, que têm o mesmo material genético, mas cada página pode ter a sua personalidade, o seu caráter, a sua roupa e seus atributos físicos.

 

Devemos entender o grid, portanto, não como limitação, mas como um guia. Um prédio pode ter vários andares, mas a cobertura é sempre diferenciada, os andares inferiores podem ter varandas… Ainda assim, cada morador mobilia e decora seu apartamento de acordo com o seu bom (ou mau) gosto. Se o grid te oferece a estrutura de uma organização funcional é a sua criatividade o que vai tornar cada bloco de informações interessante e atrativo.

Republished by Blog Post Promoter

A Arte de Meu Malvado Favorito

by primeiro design

00000000344

Confira abaixo o incrível trabalho feito nas concept arts do filme meu malvado favorito:

Republished by Blog Post Promoter

Fotografia – Resolução fotográfica

by primeiro design

 00000000345

A resolução fotográfica é um assunto que muitas vezes pode trazer um pouco de dúvidas, principalmente para os iniciantes.

Estamos acostumados a uma supervalorização da quantidade de resolução das câmeras fotográficas, normalmente os anúncios frisam muito essa característica e os vendedores repetem como se isto fosse realmente a coisa mais importante quando se compra um equipamento fotográfico.

Câmeras com mais megapixels fazem fotos melhores

“O Mito de que Câmeras com mais megapixels fazem fotos melhores – Na verdade, a quantidade de megapixels que o sensor de uma câmera possui influi pouco na qualidade de suas fotos, se comparado a outros fatores. Primeiramente, como um monitor Full HD possui apenas 2 Megapixels, e os novos 4K possuem 8 Megapixels, qualquer câmera com mais resolução do que isso não vai mostrar na tela a diferença que mais megapixels fazem. Se você der um zoom na foto, parte da imagem estará sendo jogada fora, caso em que mais megapixels fazem a diferença, assim como quando a foto será impressa, já que a resolução das impressoras fotográficas é superior à resolução das telas, em maior parte. Agora, se você costuma ver as fotos em seu monitor ou na TV, a diferença entre uma foto de 15 e 5 megapixels é o tamanho, lotando seu HD mais rápido.”

A resolução pode ser identificada através da medição de pixels nas dimensões de altura e largura. Por exemplo, um fabricante de câmeras pode descrever a resolução da câmera, como 3904×2598 pixels (Altura x Largura), que por sua vez pode ser denominado como 3904×2598 = 10.142.592 pixels. Se este número for dividido por 1 milhão, o resultado será de 10.1 megapixels (um megapixel é equivalente a um milhão de pixels). Assim, a resolução da imagem também pode ser descrito como 10.1 megapixels, ou 10,1 MP.

A resolução é muitas vezes mal compreendida quando se trata de fotografia digital, porque cada equipamento mede de forma diferente. No entanto, é essencial para entender como a resolução de cada peça de equipamento opera no fluxo de trabalho de modo que você possa obter a melhor imagem possível para o seu produto final. Obviamente, uma câmera de 12 megapixels é um exagero para as imagens que vão ser enviados para redes sociais ou sites na web. E uma impressora de 300 dpi pode não ser suficiente, se você estiver pensando em fazer impressões de fotos de qualidade de Belas Artes. Além disso, não é uma “aposta segura” obter o máximo de resolução que você pode pagar, porque você pode realmente nunca usá-la e, portanto, seu dinheiro pode ser gasto melhor em outro lugar (como em uma lente melhor, esse sim, item que você nunca deve economizar).

Conheça mais sobre fotografia com nosso Parceiro Foto Dicas Brasil.

Republished by Blog Post Promoter

Home Offices para se inspirar

by primeiro design

00000001

trabalhar em casa é uma tendência que aumenta a cada ano, e já é uma realidade para muitos designers. Devemos sempre ter inspiração no trabalho, e o bom é que, em nossa própria casa, podemos deixar o escritório como quisermos. nosso parceiro 100% Design listou alguns Home Offices criativos que estão listados abaixo.

 

Visto no 100% Design.

 

 

 

Republished by Blog Post Promoter

Páginas:12»